Blog Unicamp Ano 50



Ópera "Descobertas" estreia no teatro Iguatemi com apresentações gratuitas

Obra de Jônatas Manzolli faz parte das comemorações dos 50 anos da Unicamp, e reúne orquestra, dança, coro cênico e tecnologia digital nesta terça (27) e quarta (28), às 20h

26/09/2016 - atualizado em 29/09/2016

Em um vibrante diálogo entre a orquestradistribuída no palco, dança,coro cênico e tecnologia digital, a ópera multimodal "Descobertas", do compositor Jônatas Manzolli, terá duas apresentações gratuitas emCampinas, no teatro Iguatemi, nos dias 27 e 28 de setembro, às 20h, dentro das comemorações dos 50 anos da Unicamp. O projeto é uma realização conjunta do Centro de Integração, Documentação e Difusão Cultural da Unicamp (CIDDIC), Núcleo Interdisciplinar de Comunicação Sonora (NICS) e Departamentos de Música e Dança do Instituto de Artes da Unicamp.

Com cerca de 60 minutos, "Descobertas" - chamada ópera multimodal por utilizar diferentes formas interpretativas e mediação tecnológica - reúne 40 intérpretes em cena, entre músicos da Sinfônica da Unicamp, do Grupo de Percussão, do Coro Contemporâneo e de bailarinos do Departamento de Artes Corporais da Unicamp.

A composição destaca a música de concerto contemporânea, na qual o palco e a plateia integram-se para sensibilizar todos os sentidos.

"Descobertas" não conta uma história, mas fala sobre o próprio ato de criar. O tema dos quatro atos aborda as fases do processo criativo, com os personagens chamados de Autor, Obra, Estética e Poema, representados pelos bailarinos. O coro cênico comenta a ação dramática como no teatro grego. "Não há uma história para ser contada, mas um conjunto de sons e imagens que descrevem as múltiplas sensações que ocorrem em cada um de nós, quando experimentamos os limites do ato criativo", descreve o compositor.

A obra integra música e dança a partir da cena e do diálogo intrínseco com a estrutura audiovisual do libreto. O movimento e o som produzem aberturas para o público numa paleta de gestos, imagens e texturas produzidas por bailarinos, coro cênico, paisagem sonoras e orquestra.
Sobre Jônatas Manzolli

Compositor e matemático, professor titular da Universidade de Campinas, Jônatas Manzolli pesquisa o diálogo complexo entre arte e ciência. Professor de composição do Departamento de Música do Instituto de Artes, lidera o grupo de pesquisa em computação musical do Núcleo Interdisciplinar de Comunicação Sonora (NICS), Unicamp. Atuou também durante sua carreira em instituições internacionais, começando com o seu PhD na Universidade de Nottingham, Reino Unido (1989-93), e os estudos em composição algorítmica no Instituto Sonologia, Holanda (1991-92). Foi pesquisador convidado do Instituto de Neuroinformática da ETH Zurique, Suíça (1998-2004), e desde 2006, é professor visitante do Centro de Sistemas Autônomos e Neuro-robótica (NRAS), da Universidade Pompeu Fabra, Barcelona, Espanha. Colabora também com “Input Devices and Music Interaction Laboratory” (IDMIL) da Universidade McGill, Montreal e com Grupo de Representações Musicais do “Institut de Recherche et Coordination Acoustique/Musique”, IRCAM, Paris. Lecionou e realizou concertos no Japão, Singapura, Áustria, França, República Checa, entre outros países.

A pesquisa de Jônatas Manzolli abrange várias formas de diálogo entre ciência e música, incluindo o uso de som em formas alternativas de construção do conhecimento. Como consequência, algumas de suas realizações mais relevantes têm enfatizado a intricada relação entre homem e máquina, incluindo o uso de inteligência artificial no diálogo com interfaces digitais, música de câmara, obras para percussão e orquestrais. Entre suas obras que utilizam a tecnologia digital destacam-se o sistema interativo de composição musical Vox Populi (1997), a aplicação de Neuroinformática em música, o projeto "RoBoser" (1998), a sonificação da instalação Ada: Intelligent Space que foi apresentado na Expo.02, Suíça, para cerca de 550 mil visitantes (2002), a performance multimídia interativa re(PER)curso (2007), que estreou no Museu de Arte Contemporânea, Barcelona, Espanha, e a trilha sonora da Multimodal Brain Orchestra (2009), estreada na sessão de encerramento da Conferência Europeia de Tecnologia do Futuro (FAT09), Praga. Suas composições também incluem música de câmara e orquestral, como suas "Reflexões para Orquestra Sinfônica e audiovisual interativo" (2011), "Cantoria para Orquestra de Cordas" (2012), "Reação em Cadeia para 21 Violoncelos" (2013) e "Salmo 23 para Orquestra, quatro solistas e coro" (2015).

Jônatas Manzolli recebeu bolsas e prêmios, incluindo a Medalha Gomes Carlos concedida pelo Câmera Municipal de Campinas por sua atuação destacada em Música (2001), o prêmio Zeferino Vaz, concedido pela Unicamp por sua excelência em pesquisa acadêmica nas Artes (2009), a Catedra do Banco Santander para desenvolver pesquisa na Universidade Pompeu Fabra, Barcelona (2013).

Serviço:

Ópera multimodal "Descobertas"
Local: Teatro Iguatemi. Shopping Center Iguatemi Campinas. Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina - Campinas.
Data: 27 e 28 de setembro
Horário: 20h
Entrada: gratuita. Retirada dos ingressos (dois por pessoa) duas horas antes do início das apresentações



Publicado originalmente em campinas.com.br

Leia mais




Comentários

comments powered by Disqus

Voltar