Blog Unicamp Ano 50



Têm início os trabalhos para o Simtec dos 50 Anos

15/06/2015 - atualizado em 29/03/2016

Uma cerimônia realizada na tarde de quinta-feira, na sala do Conselho Universitário, marcou a abertura dos trabalhos de organização do VI Simtec – Simpósio de Profissionais da Unicamp, edição que será comemorativa aos 50 Anos da Universidade em 2016. O Simtec é um evento promovido pelos funcionários das diversas carreiras da instituição, com o intuito de expor trabalhos e ações institucionais inspirados nas atividades diárias, dentro da proposta de inserção do quadro técnico nas atividades-fim de pesquisa, ensino e extensão.

A programação da edição comemorativa do Simtec, segundo a comissão organizadora, incluirá uma homenagem a 50 profissionais que ajudaram a construir a história da Unicamp e duas publicações contando como foi construída a trajetória de sucesso do simpósio, e também a participação da atriz campineira Maitê Proença. São atrações adicionais à programação já consolidada com a exposição dos trabalhos dos profissionais em pôsteres e apresentações orais, minicursos, palestras e espetáculos culturais.

O reitor José Tadeu Jorge, entretanto, colocou um desafio à comissão organizadora, ao sugerir que também sejam pensados e incluídos novas ideias e formatos, visando manter a atratividade do Simtec. “Não é fácil manter acesa a chama de um mesmo evento ao longo dos anos. O segredo dos eventos perenes é justamente a sua capacidade de inovação. Vivemos num mundo cada vez mais interativo e é preciso provocar as pessoas. Esse time, que construiu o sucesso do evento, certamente vai conseguir manter acesa a chama”.

Uma novidade para a edição dos 50 Anos proposta pelo reitor, a ser discutida pela comissão, é a concessão de prêmios aos melhores trabalhos apresentados no Simtec, conforme seus três eixos temáticos: administração e gestão; desenvolvimento de ensino, pesquisa e extensão; e desenvolvimento humano, saúde, sustentabilidade e qualidade de vida. “Seriam concedidos três prêmios em cada eixo temático, e um prêmio maior para o melhor trabalho do simpósio. Cabe à comissão definir os critérios de escolha”, disse Tadeu Jorge.

O professor Alvaro Crósta, coordenador-geral da Universidade, observou que os três eixos escolhidos asseguram que ninguém fique de fora, chamando todos os profissionais a participarem do projeto. “A Unicamp é muito conhecida por sua maneira inovadora de abordar os temas de ensino, pesquisa e extensão. E o Simtec é mais um exemplo inovador, ao incluir os funcionários neste ambiente de crescimento mútuo, de compartilhamento de experiências, gerando ações de impacto imediato para a instituição e até mesmo para a formulação de políticas públicas.”

Uma ideia apresentada à comissão pela professora Gláucia Pastore, pró-reitora de Pesquisa, é que o resumo dos trabalhos do Simtec também seja traduzido para o inglês, internacionalizando o conhecimento produzido. Na opinião da professora Teresa Atvars, o fato de a Unicamp ser reconhecida como uma instituição de pesquisa, por vezes mascara o conjunto de outras atividades igualmente importantes desenvolvidas pelos funcionários, sendo que o Simtec mostra que a capacidade de produzir conhecimento não se limita aos professores e laboratórios.

Edson Lins, coordenador-geral Grupo Gestor de Benefícios Sociais (GGBS) e também da comissão organizadora do simpósio, salientou que o sucesso do evento só tem sido possível graças à grande participação da comunidade e que os trabalhos estão sendo levados para o Conpuesp (Congresso dos Profissionais das Universidades Estaduais Paulistas), junto a USP e Unesp. Por sua vez, Maria Aparecida Quina de Souza, coordenadora da Diretoria Geral de Recursos Humanos (DGRH), considera o Simtec perfeito do ponto de vista da gestão de pessoas, ao promover a integração e a discussão da diversidade, permitindo a todos mostrar o potencial que possuem.

Fonte: Portal da Unicamp

Leia mais




Comentários

comments powered by Disqus

Voltar