Programação



ARTE&CULTURA

Exposição Documental "Unicamp Ano 50: Concepção"


Exposição documental que  oferece um conjunto de documentos visuais, textuais e sonoros com o objetivo de permitir a compreensão das origens  da UNICAMP. Apresenta tanto documentação histórica da universidade, cuidadosamente preservada em acervos da universidade no Arquivo Central do Sistema de Arquivos (SIARQ), como documentos cedidos pelo Centro de Memória da Unicamp (CMU)  e Centro de Memória e Arquivo da Faculdade de Ciências Médicas (CMA/FCM). Ao mesmo tempo, incorpora a exposição  “Descobertas Unicamp" que se constitui num memorial virtual interativo, organizada pelo NICS e SIARQ.

A celebração do Jubileu de Ouro da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP não pode prescindir de reflexões sobre a história destes 50 anos. O caminho até sua efetiva implantação, em 1966, não foi simples, tampouco direto: é necessário retroceder ao final da década de 1940, acompanhar no tempo as idas e vindas da demanda campineira e sua maior ou menor aderência aos projetos políticos paulistas – locais, regionais ou estaduais –, considerar os indivíduos envolvidos em termos de suas capacidades, limitações e compromissos. E tudo isso em meio a intensas e profundas transformações econômicas, sociais, culturais e políticas que marcaram o país a partir do segundo pós-guerra.

Parte das atividades comemorativas programadas para a abertura do cinquentenário, a exposição documental “Unicamp Ano 50: Concepções”, organizada pelo Arquivo Central do Sistema de Arquivos, em pareceria com o Núcleo Interdisciplinar de Comunicação Sonora da Unicamp, oferece um conjunto de documentos visuais, textuais e sonoros com o objetivo de permitir a compreensão das origens desse projeto de universidade, das concepções e modelos institucionais em jogo, de suas bases sociais e políticas e da articulação de diferentes interesses. E o faz exibindo tanto documentação histórica da universidade, cuidadosamente preservada em acervos da universidade no SIARQ, como documentos cedidos pelo CMU e CMA/FCM, posto que é uma instituição modelar no trato da memória. Ao mesmo tempo, incorpora dispositivos interativos de realidade virtual, marcando a tradição com uma das principais características da UNICAMP: a inovação.

Esta trajetória de cinco décadas conduziu a instituição a um lugar de destaque acadêmico no cenário nacional e internacional. Tudo o que se colhe hoje começou a ser plantado, sem dúvida, nos momentos retratados na exposição.

“A Unicamp, todos sabem, alcançou um nome respeitado nacional e internacionalmente. (...) E não se pode imaginar, sequer, que este resultado tenha sido o fruto do trabalho de um homem. Em verdade, ele é o resultado de uma soma de esforços articulados, harmoniosamente dispostos, objetivando alcançar o mesmo fim”. (Discurso de Zeferino Vaz na transferência do cargo de Reitor ao Prof. Plínio Alves de Moraes, 17 abr.1978)

Abertura
Data: 05 de outubro de 2015
Horário: 18h
Local: Auditório V da Faculdade de Ciências Médicas (FCM)
Endereço: Rua Tessália Vieira de Camargo, 126

Exibição
Data: 07 de outubro a 2015 a 12 de fevereiro de 2016
Horário: 08h30 às 17h30
Local: Espaço das Artes da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) - Saguão do Prédio-sede da FCM (FCM 01)
Endereço: Avenida Albert Sabin, s/n

Organização
Arquivo Central do Sistema de Arquivos e Núcleo Interdisciplinar de Comunicação Sonora da Unicamp

AGENDE-SE

Quando: 05/10/15 (abertura auditório da FCM, às 18 horas) e 07/10/2015 a 12/02/2016, das 8h30 às 17h30, no Espaço das Artes da Faculdade de Ciências Médicas
Horário: das 8h30 às 17h30
Local: Auditório da Faculdade de Ciências Médicas (FCM)
O que: Exposição


Comentários

comments powered by Disqus

AGENDA

Voltar