Programação



Perspectivas

Economia brasileira: retomada possível do crescimento?


Serão debatidas a industrialização positiva e a precoce ou nociva; o fenômeno no Brasil, na América Latina e nos países em desenvolvimento; os problemas da competitividade, produtividade, câmbio, juros e financeirização; desconcentração regional, guerra fiscal e desindustrialização e o “efeito China”.

9h – 12h


Desindustrialização: políticas de Estado para a recuperação industrial


Serão debatidas a industrialização positiva e a precoce ou nociva; o fenômeno no Brasil, na América Latina e nos países em desenvolvimento; os problemas da competitividade, produtividade, câmbio, juros e financeirização; desconcentração regional, guerra fiscal e desindustrialização e o “efeito China”.


Wilson Cano – UNICAMP/IE
Coordenador
Economista pela PUC-SP (1962); Doutor (1975) e Livre Docente (1982) pela UNICAMP. É Professor Titular da UNICAMP; membro vitalício do Conselho Curador da Fundação Economia de Campinas; consultor da FAPESP e ex-economista da CEPAL. Tem experiência na área de economia, com ênfase em desenvolvimento econômico, economia brasileira, economia latino-americana e economia regional. Pesquisador Emérito do CNPq (2008); Personalidade da Economia (Cofecon, 2013); Prêmio Brasil de Economia (2009) e 2 Prêmios Jabuti.


Cláudio Violato - CPqD e ABIPTI
Graduado em Engenharia pela UnB. Ex-Vice-Presidente da Fundação Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) e ex-Presidente da Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação (ABIPTI). Tem experiência na área de engenharia eletrônica, com ênfase em telecomunicações.


Mário Bernardini - ABIMAQ
Diretor Titular do Departamento de Tecnologia e Competitividade da FIESP-CIESP (1998-2003). Membro do Comitê Gestor do Fundo Verde-Amarelo do Ministério da Ciência e Tecnologia (2001-2005). Diretor Titular do Departamento de Competitividade DECOMPdo CIESP (2004-2005). Membro do Conselho Superior de Economia da FIESP a partir de 2006. Atual Diretor de Competitividade, Economia e Estatística (DCEE) da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ).


Roberto Vermulm - USP/FEA
Economista pela USP (1975), Mestrado em Economia pela UnB (1985) e Doutorado em Economia pela USP (1994). Atualmente é Professor da Universidade de São Paulo e membro do corpo editorial da Estudos Econômicos. Tem larga experiência na área de economia industrial. Membro do corpo editorial da Revista de Economia (Curitiba) e da Revista Brasileira de Inovação. Tem experiência na área de economia, com ênfase em economia industrial, atuando principalmente nos seguintes temas: máquinas-ferramenta, estratégias empresariais, macro e microeconomia, impactos da macroeconomia no setor de máquinas.



14h – 18h


A Longa Crise Brasileira: saídas possíveis para superá-la?


Nesta mesa serão analisadas as possibilidades para as reformas econômicas (e políticas) necessárias e indispensáveis à retomada do crescimento; e a inexorabilidade da revisão de nossos compromissos externos (principalmente OMC, BASILÉIA e MERCOSUL).


Wilson Cano – UNICAMP/IE
Coordenador
Economista pela PUC-SP (1962); Doutor (1975) e Livre Docente (1982) pela UNICAMP. É Professor Titular da UNICAMP; membro vitalício do Conselho Curador da Fundação Economia de Campinas; consultor da FAPESP e ex-economista da CEPAL. Tem experiência na área de economia, com ênfase em desenvolvimento econômico, economia brasileira, economia latino-americana e economia regional. Pesquisador Emérito do CNPq (2008); Personalidade da Economia (Cofecon, 2013); Prêmio Brasil de Economia (2009) e 2 Prêmios Jabuti.

Carlos Francisco T.M.R. de Lessa - UFRJ/IE
Economista pela Universidade do Brasil (1959), Mestrado em Análise Econômica pelo Conselho Nacional de Economia (1964) e Doutor em Ciências Humanas pela UNICAMP (1980). Ex-economista da CEPAL; ex-Reitor da UFRJ; ex-presidente do BNDES. Suas áreas de especialização são economia brasileira, desenvolvimento econômico e política econômica.


Leda Paulani - USP/FEA
Economista pela Faculdade de Economia e Administração (FEA) da USP e graduação em Comunicação Social pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. Doutora em Teoria Econômica pelo IPE/USP (1992), Professora Titular do Departamento de Economia e da Pós-graduação em Economia da FEA/USP. De 2001 a 2003 foi Assessora Chefe do Gabinete da Secretaria de Finanças da Prefeitura de São Paulo. De 2013 a 2015 foi Secretária Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão da Prefeitura de São Paulo.


Luís Gonzaga M. Belluzzo - UNICAMP/IE, FACAMP
Graduado em Direito e Ciências Sociais pela USP, com doutorado em Economia pela UNICAMP, onde foi Professor Titular. Foi assessor econômico e Secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda (1985-1987), durante o governo de José Sarney. De 1988 a 1990, foi Secretário de Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo. É um dos fundadores da Facamp (Faculdades de Campinas). Em 2001, foi incluído no Biographical Dictionary of Dissenting Economists entre os 100 maiores economistas heterodoxos do século XX. Recebeu o Prêmio Intelectual do Ano (Troféu Juca Pato 2005) pela União Brasileira de Escritores. É colunista de Carta Capital.


Rubens Ricúpero (FAAP/FE)
Jurista, formado pela Faculdade de Direito da USP e diplomata brasileiro com proeminente atividade de economista. Diplomata de carreira de 1961 a 2004, exerceu, dentre outras, as funções de Assessor Internacional do Presidente eleito Tancredo Neves (1984-1985), Assessor Especial do Presidente José Sarney (1985-1987), representante permanente do Brasil junto aos órgãos da ONU sediados em Genebra (1987-1991) e embaixador nos Estados Unidos da América (1991-1993). Foi Ministro da Fazenda de 30 de março a 6 de setembro de 1994, durante o período de implantação do Plano Real. Atualmente é diretor da Faculdade de Economia (FE) da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), e Presidente do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial, que promove pesquisas, debates e publicações sobre problemas institucionais como educação e segurança, política econômica, política energética, desenvolvimento econômico e relações internacionais.

AGENDE-SE

Quando: 15 de março de 2016
Horário: 9h - 18h
Local: Centro de Convenções da Unicamp
O que: Mesas Redondas


Comentários

comments powered by Disqus

AGENDA

Voltar