Programação



Científico

Seminário “Migrações Internacionais, Refúgio e Políticas”


O Seminário Migrações Internacionais, Refúgio e Políticas objetiva fortalecer o debate acadêmico com os formuladores de políticas no país acerca do fenômeno migratório internacional no século XXI. Busca avançar no conhecimento das especificidades presentes nas distintas modalidades migratórias internacionais e o diálogo com a interdisciplinaridade.



Resumo
As migrações internacionais no século XXI assumem papel importante na dinâmica do crescimento da população em determinados países, expressam a atual divisão internacional do trabalho e constituem força propulsora para a (re)visão das políticas migratórias nos países receptores. Na época atual, engendram-se fluxos imigratórios e emigratórios, espaços transnacionais, refúgio, trajetórias, remessas, fronteiras, modalidades e especificidades na forma de interação dos grupos imigrantes na sociedade receptora, que necessitam de constante diálogo entre a produção científica, a sociedade e os formuladores de políticas. Desde o final do século XX, o Brasil passou a figurar na rota das migrações internacionais, tanto no movimento de saída de brasileiros como na chegada de distintos contingentes imigrantes internacionais: latino-americanos, asiáticos, haitianos, africanos, imigrantes europeus qualificados e 123 nacionalidades de refúgio. A agenda governamental brasileira teve que se abrir, com maior ênfase em anos recentes, para a questão das migrações internacionais frente à sua posição na geopolítica mundial e na sua inserção na dinâmica e mobilidade do capital internacional. A migração internacional nos remete ao desafio da interdisciplinaridade: “falar da imigração é falar da sociedade como um todo” (Sayad, 1998: p.16). Nesse sentido, é que este Seminário “Migração Internacional, Refúgio e Políticas” busca dialogar com distintos campos disciplinares, avançando no conhecimento teórico-metodológico, bem como debater com atores governamentais e a sociedade civil as políticas migratórias (ou a ausência delas) e as políticas sociais para os imigrantes no Brasil do século XXI. A realização do evento no Memorial da América Latina em São Paulo tem uma força simbólica no que se refere tanto ao espaço público-político e a imigração internacional no país quanto ao papel de São Paulo na história da imigração nacional passada e presente. A organização do Seminário conta com a participação de uma rede de pesquisadores e de universidades (UNICAMP, UFAM, UDESC, URCA-CE, UFRN, UFAP, PUC Minas, UFABC) que têm se dedicado ao tema das migrações internacionais.

Breve histórico de edições anteriores
A rede de pesquisadores e instituições que propõe este Seminário “Migração Internacional, Refúgio e Políticas” vem realizando eventos conjuntos desde a submissão do “Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) Observatório das Migrações em Rede” (em julgamento no CNPq) em 2014. De modo a iniciarmos esta colaboração em rede, montamos uma Sessão de Comunicação de Pesquisa no XX Encontro Nacional de Estudos Populacionais –ABEP, em outubro de 2014, com mesa-redonda dos respectivos Observatórios das Migrações. Da mesma forma, está aprovada na Sessão de Comunicação de Pesquisa do Encontro Nacional de Migração do Grupo de Trabalho sobre Migrações da ABEP, em outubro de 2015, a mesa-redonda do Observatório das Migrações em Rede. O resultado do edital INCT-CNPq sai em 30 de outubro de 2015 e, caso tenhamos o “INCT Observatório das Migrações em Rede” aprovado, no Seminário “Migração Internacional, Refúgio e Políticas” faremos a instalação oficial do INCT com a presença dos respectivos reitores.

Formato do Evento
O seminário será realizado em 1 (um) dia, 12 de abril de 2016, com 4 Mesas Redondas, sendo duas pela manhã e duas à tarde. O coordenador da mesa será também o debatedor.
Para ampliar a participação de demais pesquisadores e estimular os jovens pesquisadores haverá uma Chamada de Trabalho, com os temas das respectivas mesas-redondas, para apresentação no formato de Pôster. A sessão de pôster, com 20 expositores, a ser realizada no horário do almoço, contará com 5 (cinco) comentaristas que discutirão individualmente com os respectivos autores. Prevê-se também que estes pôsteres sejam impressos pela organização do evento, de modo a padronizá-los, com a finalidade de doação ao Memorial da América Latina para que fique exposto ao público em geral e por um tempo maior que a duração do evento.

Principais contribuições
O Seminário Migrações Internacionais, Refúgio e Políticas objetiva fortalecer o debate acadêmico com os formuladores de políticas no país acerca do fenômeno migratório internacional no século XXI. Busca avançar no conhecimento das especificidades presentes nas distintas modalidades migratórias internacionais e o diálogo com a interdisciplinaridade. Pretende consolidar e ampliar a rede de estudiosos e demais membros da sociedade na temática das migrações internacionais. Além disso, ressalta-se, mais uma vez, que a possibilidade de realização do evento no Memorial da América Latina constitui parceria importante para a divulgação para a sociedade de modo geral e para os imigrantes, em particular, da presença do espaço público-político na garantia de acesso à cidadania. O evento se destina aos estudiosos das migrações internacionais das ciências sociais, economia, relações internacionais, demografia, geografia, direito, ciência política; aos gestores públicos e de organizações não-governamentais; e, às lideranças de associações e comunidades imigrantes.

Programação do Evento



AGENDE-SE

Quando: 12 de abril de 2016
Horário: 8h15 às 18h00
Local: Memorial da América Latina, São Paulo
O que: Seminário


Comentários

comments powered by Disqus

AGENDA

Voltar