Linha do Tempo



A Unicamp foi oficialmente fundada em 5 de outubro de 1966, dia do lançamento de sua pedra fundamental. Mesmo num contexto universitário recente, em que a universidade brasileira mais antiga tem pouco mais de sete décadas, a Unicamp pode ser considerada uma instituição jovem que já conquistou forte tradição no ensino, na pesquisa e nas relações com a sociedade.


Conheça a História da Unicamp

Membros da Comissão Organizadora da Universidade de Campinas, da esquerda para a direita: Zeferino Vaz (presidente), Paulo Gomes Romeo e Antonio Augusto de Almeida. Campinas (SP), 1966.
Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
1965
Em 9 de setembro de 1965, o Conselho Estadual de Educação designou a Comissão Organizadora da Universidade de Campinas com a finalidade de estudar e planejar a gradativa formação e instalação de suas Unidades, uma vez que, somente a Faculdade de Medicina estava em funcionamento. A Comissão era composta pelos Professores Zeferino Vaz (presidente), Paulo Gomes Romeo e Antonio Augusto de Almeida. Como fruto dos trabalhos da Comissão, a pedra fundamental da Universidade foi lançada numa gleba de 30 alqueires, doada por João Adhemar de Almeida Prado em 05 de outubro de 1966. Aprovado o relatório final preparado pela Comissão e nomeado como Reitor o Prof. Zeferino Vaz, a Universidade entra na sua fase real de instalação.
Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, presidente do Brasil, assinando a Ata de Lançamento da Pedra Fundamental da Universidade de Campinas. Campinas, 05 de outubro de 1966.
Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
1966
A pedra fundamental do campus da Universidade foi lançada em 5 de outubro de 1966, numa gleba de 30 alqueires, doada por João Adhemar de Almeida Prado, a 12 quilômetros do centro de Campinas. O lançamento acontece um mês depois de Zeferino Vaz se reunir com empresários da região para definir o perfil dos cursos a serem implantados. O Conselho Estadual de Educação legendaiza a instalação e o funcionamento dos Institutos de Biologia, Matemática, Física e Química e das Faculdades de Engenharia, Tecnologia de Alimentos, Ciências e Enfermagem, e os Colégios Técnicos. Em 22 de dezembro Zeferino Vaz é nomeado para o cargo de reitor.
Professor Carlos Henrique Robertson Liberalli e Zeferino Vaz.
Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
1967
Em janeiro nova unidade é incorporada, a Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP), fundada em 1955, assim como a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro, desincorporada no ano seguinte pelo governador Abreu Sodré. Ainda em janeiro é constituído o Conselho Diretor (órgão máximo da Universidade). A primeira sessão acontece em 21 de fevereiro. É instalado o Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW), que já nos anos 1970 realizaria importantes pesquisas, e constituído o Instituto de Química (IQ), em pouco tempo considerado centro latino-americano de excelência. A Faculdade de Tecnologia de Alimentos (FTA) é criada, a primeira da América Latina na área. Surge a Associação dos Servidores da Unicamp (Assuc). Em novembro entra em operação um símbolo da nova modernidade, o computador IBM 1130.
Inauguração do primeiro edifício do Campus Universitário. Em primeiro plano aparecem o Reitor Zeferino Vaz e o Governador do Estado de São Paulo, Roberto Costa de Abreu Sodré. Campinas, 16 de Agosto de 1968.
Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
1968
Inaugurado o primeiro edifício no campus, que aloja provisoriamente o Instituto de Biologia (IB) e mais tarde a Administração. Cria-se o Departamento de Planejamento Econômico e Social, que daria origem ao Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) e mais tarde ao Instituto de Economia (IE), uma das principais escolas de pensamento econômico do país. Instala-se o Instituto de Matemática, Estatística e Ciência da Computação (Imecc).
Fachada do Instituto de Biologia. Campinas, S.P. Janeiro de 1976.
Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
1969
É instalado o Instituto de Biologia (IB), que de imediato se destaca por suas pesquisas em genética, microbiologia e zoologia. É criada a Faculdade de Engenharia de Campinas (FEC), abrigando os departamentos de Engenharia Mecânica e Elétrica, acrescidos em 1975 do Departamento de Engenharia Química. Incorpora-se à Universidade a Faculdade de Engenharia de Limeira (FEL), a segunda unidade fora do campus de Campinas. Pelo decreto do Governo do Estado, nº 52.255, de 30 de julho, são baixados os Estatutos da Unicamp.
Em 1967, César Lattes aceitou a posição de professor titular no novo Instituto Gleb Wataghin de Física na Universidade Estadual de Campinas.
1970
A Unicamp firma-se como importante pólo de produção de pesquisas e de cultura e reúne grandes nomes no meio acadêmico. Entre eles, César Lattes, André Tosello, Sérgio Porto, Gleb Wataghin, Vital Brasil, Marcelo Damy, José Ellis Ripper Filho, João Manuel Cardoso de Mello, Rogério Cerqueira Leite, Giuseppe Cilento e Benito Juarez, entre outros.
Veja tudo que um Coral pode fazer pela Música. Jornal de Música, Unicamp. 27 de abril de 1971.
1971
É criado o Departamento de Música, futuro Instituto de Artes (IA). São inaugurados os pavilhões para as áreas de Química, Matemática, Centro de Tecnologia (CT), Centro de Vivência Infantil, Restaurante Universitário, Faculdade de Engenharia, Ciclo Básico e Administração Geral da Universidade.
Faculdade de Educação da Unicamp, em 1972 (segundo andar)
1972
Iniciam-se as atividades da Faculdade de Educação (FE), que passa a oferecer disciplinas de caráter pedagógico para os currículos de Licenciatura. Inaugurado o Centro de Tecnologia (CT), órgão de prestação de serviços e de apoio às unidades de ensino e pesquisa. Nele se estudam modelos estratégicos, projetos avançados e soluções para a indústria dos setores mecânico e metalúrgico, na substituição da tecnologia externa pela nacional. São inauguradas várias outras obras de infraestrutura e edifícios, como o Ciclo Básico, onde os alunos de diferentes cursos assistem às aulas de disciplinas básicas.
Fachada do edifício do Colégio Técnico Industrial de Limeira - COTIL. Limeira, SP. Janeiro de 1976. (Foto: SIARQ)
http://www.siarq.unicamp.br/siarq/86-arquivo-central/177-colegio-tecnico-de-limeira-cotil.html
1973
Inauguradas as instalações do setor de deficientes auditivos e visuais do Centro de Estudos e Pesquisas em Reabilitação Gabriel Porto (Cepre), da Faculdade de Engenharia de Limeira (FEL) e do Colégio Técnico daquela cidade.
Visão geral do Laboratório de Elétro-Fisiologia do Departamento de Fisiologia e Biofísica do Instituto de Biologia. Campinas, SP. Janeiro de 1976.
http://www.siarq.unicamp.br/siarq/86-arquivo-central/192-instituto-de-biologia-ib.html
1974
Em setembro o Instituto de Biologia (IB) muda-se para o novo prédio, dando novo impulso às pesquisas. Tem inicio o curso de Pedagogia da Faculdade de Educação (FE).
Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, presidente do Brasil, assinando a Ata de Lançamento da Pedra Fundamental da Universidade de Campinas. Campinas, 05 de outubro de 1966. Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
http://www.hc.unicamp.br/?q=node/24
1975
Instalado no gabinete do reitor o terminal de computação. Lançada a pedra fundamental do Hospital das Clínicas (HC). Inicia-se o Programa de Pós-graduação em Educação. A Faculdade de Tecnologia de Alimentos (FTA) passa a denominar-se Faculdade de Engenharia de Alimentos e Agrícola (FEAA).
Idealizado pelo professor Zeferino Vaz e criado pelo artista plástico Max Schiefer e pelo arquiteto João Carlos Bross, na década de 1970, o logotipo da Unicamp foi desenhado a partir do Plano Diretor da universidade. O significado é o conhecimento numa forma amorfa e sem contorno.
http://www.unicamp.br/unicamp/a-unicamp/logotipo/historia
1976
Em 10 de outubro é registrado no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) o logotipo da Universidade. No mesmo mês, o decreto nº 78.531 do Ministério da Educação reconhece a Unicamp como instituição. É constituído o Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), como fruto do desmembramento do departamento de Linguística do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH).
Integravam a diretoria fundadora da Adunicamp os seguintes professores: presidente, José Vitório Zago; primeiro vice-presidente, Maria Antonia M. Galeazzi; segundo vice-presidente, Hermógenes de Freitas Leitão Filho; primeiro secretário, Eliézer Rizzo de Oliveira; segundo secretario, Júlio Hadler; primeiro tesoureiro, Ulysses Cidade Semeghini; segundo tesoureiro, José Ricardo Figueiredo.
http://www.adunicamp.org.br/?page_id=11
1977
Nasce a Associação dos Docentes da Unicamp (Adunicamp). A Associação dos Servidores (Assuc), hoje Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp (STU), instala-se em sua sede.
Zeferino caminha na Praça Central do Básico em abril de 1978, logo após deixar a cadeira de reitor (Foto: Acervo Histórico do Arquivo Central - Siarq).
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/junho2006/ju327pag6-7.html
1978
A inauguração de vários pavilhões amplia a estrutura física da Universidade (Cirurgia Experimental, Engenharia, Física, Química, Matemática, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Centro de Computação, Codetec, Genética, Biblioteca Central e outros). Dá-se por encerrada a implantação da Unicamp e com ela termina a administração pro tempore do reitor e fundador Zeferino Vaz, que se aposenta compulsoriamente aos 70 anos. O professor Plínio Alves de Moraes, da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP), assume a Reitoria por quatro anos. Zeferino passa a presidir a Fundação para o Desenvolvimento da Unicamp (Funcamp), recém-constituída.
Professor Doutor Amílcar Oscar Herrera, fundador do Instituto de Geociências. Campinas, SP. 1987. Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
http://www.siarq.unicamp.br/siarq/86-arquivo-central/186-instituto-de-geociencias-ig.html
1979
Inicia-se a implantação do Instituto de Geociências (IG), que se concentra na pesquisa e na pós-graduação. Do Departamento de Música criado em 1971 surge o Instituto de Artes (IA), com diversas habilitações. Em fevereiro tem início o atendimento ambulatorial no Hospital das Clínicas (HC) do campus.
O Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência foi implantado em 1977. Desenvolve atividades e pesquisas nas áreas correlatas e promove intenso intercâmbio com pesquisadores e instituições do Brasil e do exterior. Mantém acervos bibliográfico e documental e várias publicações regulares. Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
http://www.cle.unicamp.br
1980
Em março tem início o curso de pós-graduação em nível de mestrado oferecido pelo Departamento de Engenharia Química da Faculdade de Engenharia de Campinas (FEC). A Faculdade de Ciências Médicas (FCM) desenvolve programas visando cumprir os seus objetivos com a comunidade: Controle de Câncer de Útero e de Mama, Estímulo ao Aleitamento Materno, Atenção Materno-Infantil, Saúde Mental, entre outros. Realiza-se em novembro o IV Encontro Brasileiro de Lógica, organizado pelo Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLEHC).
Manifestação contra a interverção na Unicamp, em 1981, no Ciclo Básico: medida gerou onda de protestos na Universidade.
Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.

http://www.unicamp.br/unicamp/ju/592/passado-limpo
1981
Morre Zeferino Vaz em 19 de fevereiro, vítima de problemas coronarianos. Em outubro a Universidade entra em grave crise, tendo oito diretores exonerados e 14 membros da Associação dos Servidores da Unicamp (Assuc) demitidos. O Governo de São Paulo decreta intervenção na Universidade.
Edição anual da SBPC de 1982, realizada na Unicamp.
1982
Professor da Faculdade de Ciências Médicas (FCM), o ginecologista José Aristodemo Pinotti assume como reitor efetivo da Unicamp. É iniciada a reconstrução física do campus e implementado um amplo processo de institucionalização interna e de reforma dos Estatutos.
Em 1983, surge a Orquestra de Câmara da Universidade. O objetivo é proporcionar à comunidade maior proximidade com a música.
Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
1983
É instalada a Prefeitura do campus. Amplia-se a discussão da reforma institucional da Universidade, que funcionava com estatutos emprestados da Universidade de São Paulo (USP). A reforma das leis internas conta com a participação de professores, alunos e funcionários, num processo semelhante ao de uma Constituinte. Inaugurados o Parque Ecológico, responsável pela manutenção do campus e de sua área verde, e o Serviço Médico e Odontológico para a comunidade interna. Surge a Orquestra de Câmara da Universidade. Instalado o Centro de Informação e Difusão Cultural (Cidic), órgão que desencadeou a modernização do Sistema de Bibliotecas e a política de preservação da memória da Universidade. É assinado contrato de empréstimo junto à Caixa Econômica Federal (CEF)/Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Social para término das obras do Hospital das Clínicas (HC). É oficialmente criado o Instituto de Geociências (IG).
Alunos no saguão do Instituto de Economia. Campinas, SP. 1996. Fotógrafo: Antoninho Perri.
Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
http://www.siarq.unicamp.br/siarq/86-arquivo-central/172-instituto-de-economia-ie.html
1984
É criado o Instituto de Economia (IE). São retomadas antigas obras paralisadas, que ao final da gestão dobram a área útil do campus. É criado junto à Reitoria o Escritório de Ex-Alunos.
Vista aérea das quadras de esportes, vestiários e sede do Centro Esportivo. Campinas, SP. Janeiro de 1976. Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
http://www.siarq.unicamp.br/siarq/86-arquivo-central/190-faculdade-de-educacao-fisica-fef.html
1985
Surgem novas unidades: a Faculdade de Educação Física (FEF), cujas primeiras atividades foram desenvolvidas pela Assessoria Técnica da Reitoria para Educação Física e Esportes (Atrefe), criada em 1972, e do desmembramento da Faculdade de Engenharia de Alimentos e Agrícola (FEAA) originam-se a Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) e a Faculdade de Engenharia Agrícola (Feagri).
Hospital de Clínicas da Unicamp. Foto: Antonio Scarpinetti.
1986
O economista Paulo Renato Costa Souza assume como o novo reitor. São criadas cinco pró-reitorias: de Graduação, de Pesquisa, de Extensão e Assuntos Comunitários, de Desenvolvimento Universitário e de Pós-Graduação. São inaugurados o Hospital das Clínicas (HC) e o Centro de Saúde da Comunidade (Cecom). É desmembrada da Faculdade de Engenharia de Campinas (FEC) a Faculdade de Engenharia Elétrica (FEE). A Universidade adquire em novembro um importante centro de pesquisas das Indústrias Monsanto, localizado nas proximidades do campus, logo transformado no Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA). O Conselho Universitário (Consu) substitui ao Conselho Diretor como órgão máximo da Universidade, que assim completa o seu processo de reforma institucional.
Visão geral da biblioteca do IFCH. Campinas, S.P. Janeiro, 1976. Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
1987
Reformulado integralmente o exame vestibular da Unicamp. São abolidos os testes de múltipla escolha e valorizadas as questões dissertativas. No campo da pesquisa, a Unicamp define cinco áreas prioritárias: biotecnologia, informática, química fina, energia e novos materiais. Com o auxílio da Petrobras é criado o Centro de Estudo do Petróleo (Cepetro), onde são realizadas pesquisas e ministrados os cursos de mestrado em geoengenharia de reservatórios e engenharia de petróleo. Cria-se o curso de Filosofia no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) e o Sistema de Informação de Pesquisa (Sipe). É concluído o complexo hospitalar da Universidade, centro de referência para uma região de quatro milhões de habitantes. Físicos da Universidade participam de programa na Antártida.
A Unicamp tornou-se a primeira universidade brasileira a oferecer um curso de graduação na modalidade Música Popular. A iniciativa, aprovada pelo Conselho Universitário, refletia uma tendência verificada anos antes, em várias partes do mundo, de valorização do tema, notadamente como objeto de pesquisa. Foto: Antoninho Perri
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/outubro2006/ju339pag23.html
1988
É instalado o primeiro curso noturno da Universidade, o de Matemática. Como reflexo das mudanças no vestibular, o número de inscritos sobe de pouco mais de 13 mil no ano anterior para cerca de 35 mil. Começa o curso de graduação em Música Popular e de pós-graduação em História da Arte e da Cultura. A Unicamp promove em Campinas e no Rio de Janeiro a Feira de Tecnologia, visando estreitar suas relações com a indústria. Na Universidade realiza-se o Seminário Brasil Século XXI, que discute as perspectivas econômicas, sociais, tecnológicas e culturais do país para o próximo século. É implantado o quadro de carreiras dos servidores. O Hemocentro, criado em 1985, torna-se modelo para o programa de controle emergencial de hemoterapia e hematologia implantado em todo o Estado de São Paulo. É inaugurado o Espaço Nudecri (vinculado ao Núcleo de Desenvolvimento e Criatividade) e criada a Pré-Escola da Unicamp. A Faculdade de Engenharia de Limeira (FEL) muda-se para o campus de Campinas e passa a ter a denominação Faculdade de Engenharia Civil (FEC). No campus de Limeira passa a funcionar o Centro Superior de Educação Tecnológica (Ceset).
Biblioteca Central da Unicamp. Foto: Antoninho Perri. Acervo Histórico do Arquivo Central/Siarq.
1989
- A Unicamp reequipa seus laboratórios. Adquire o computador IBM 3090, o primeiro a ser instalado numa universidade latino-americana, e inaugura em modernas instalações a Biblioteca Central, de onde são geridas 20 bibliotecas setoriais. Instalam-se a Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM) e a Faculdade de Engenharia Química (FEQ), como desmembramento da antiga Faculdade de Engenharia de Campinas (FEC). São criados os cursos de pós-graduação em saúde mental, e artes e de graduação em engenharia da computação. Surgem o Centro Interno de Economia Sindical e do Trabalho (Cesit), o Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (Cbmeg), que abriga importantes pesquisas, e o Centro de Documentação de Música Contemporânea (CDMC), além do Sistema de Arquivos (Siarq) e o Museu Ecológico de História Natural da Unicamp. Entram em funcionamento no Hospital das Clínicas (HC) o Centro Cirúrgico e a Unidade de Terapia Intensiva, que estavam em local provisório. O campus tem ampliada consideravelmente sua área física, principalmente no conjunto de Engenharia Mecânica. As universidades estaduais paulistas (Unicamp, USP e Unesp) conquistam a autonomia institucional e financeira do governo do Estado. São entregues as 30 primeiras casas da Moradia Estudantil.
O oftalmologista Newton Kara, pai do Projeto Catarata, recebe homenagem de amigos da Unicamp, em 2008. Foto: Antônio Scarpinetti/Ascom.
http://www.unicamp.br/unicamp/noticias/pai-do-projeto-catarata-recebe-homenagem-de-amigos-da-unicamp
1990
O linguista e poeta Carlos Vogt é o novo reitor a assumir a Universidade. Para sistematizar as relações com a indústria cria-se o Escritório de Transferência de Tecnologia (ETT). Inicia-se o enxugamento da máquina administrativa e o programa de qualificação docente com o "Projeto Qualidade". Acrescentam-se 80 mil metros quadrados de obras físicas ao campus. É inaugurada a sede própria do Centro de Diagnóstico de Doenças do Aparelho Digestivo (Gastrocentro) da Unicamp, resultado de convênio com o Ministério das Relações Exteriores do Japão e Japan International Cooperation Agency (Jica). A equipe de oftalmologistas da Universidade recebe o Prêmio Conselho Brasileiro de Oftalmologia de 1989 pelo Projeto Catarata e o Lions Humanitary Award. É criado o Serviço de Apoio ao Servidor (SAS).
Feixes de elétrons para nanofabricação - Centro de Componentes Semicondutores
1991
Com o “Projeto Qualidade” aumenta em 50% o número de defesas de teses na pós-graduação em relação a 1989. Elabora-se um programa de qualificação dos cursos de graduação e é criado o curso de pós-graduação em Qualidade. Em outubro a Unicamp comemora seu jubileu de prata. É instalado na Engenharia Elétrica equipamento de litografia por feixe de elétrons, usado em microeletrônica. Com o atleta Adauto Domingues, o professor Asdrúbal Ferreira Batista, já falecido, traz ouro de Havana (Cuba) nos três mil metros com obstáculos dos Jogos Pan-americanos.
Técnicos preparam-se para lançar um balão de captação de raios cósmicos. Cerca de 100 balões desse tipo são lançados anualmente pelo Departamento de Raios Cósmicos, em cooperação com a Academia de Ciências de Moscou. Campinas, SP. 1997. Fotográfo: Antoninho Perri.
http://www.siarq.unicamp.br/siarq/86-arquivo-central/185-instituto-de-fisica-qgleb-wataghinq-ifgw.html
1992
Oito novos cursos noturnos são implantados: Ciência da Computação, Engenharia de Alimentos, Engenharia Elétrica, Engenharia Química, Física, Ciências Sociais, Processamento de Dados e Educação Física. Começa o Programa Estágio de Capacitação Docente e são instalados o Serviço de Pronto-Atendimento Empresarial e o Conselho Consultivo Científico e Tecnológico. Também criados o Serviço de Medicina Nuclear do Hospital das Clínicas (HC) e o Centro Oftalmológico de Referência. A Funcamp firma seu milésimo convênio. A Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) chega aos 35 anos, o Departamento de Raios Cósmicos do Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW) completa 25 anos e o Grupo de Termoquímica do Instituto de Química (IQ), duas décadas.
Clóvis Firmino Bezerra Filho, primeiro bebê de proveta nascido no dia 13 de outubro de 1993 no CAISM/Unicamp.Fonte: Jornal da Unicamp, dezembro de 1993. Acervo Histórico do Arquivo Central (Siarq).
http://www.unicamp.br/unicamp/ju/581/hemocentro-comemora-20-anos-de-transplantes-de-medula-ossea
1993
São criados na Universidade o Programa de Transplante de Medula Óssea, o Núcleo Softex 2000, a Associação de Ex-Alunos da Unicamp e implantado o catálogo de bibliotecas em CD-ROM. A Editora da Unicamp consolida seu projeto editorial e recebe o Prêmio Jabuti por três publicações, durante a VI Bienal Internacional do Livro. Nasce no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Caism) o primeiro bebê de proveta. A Engenharia Elétrica dobra sua produção de teses e desenvolve, com o Instituto de Física "Gleb Wataghin" (IFGW), um sistema que aprimora a produção de chips. A Faculdade de Ciências Médicas (FCM) completa 30 anos.
José Martins Filho, médico pediatra. Em 1994, tomou posse como reitor da Unicamp.
1994
Toma posse como reitor, o médico pediatra José Martins Filho. No Colégio Técnico de Limeira (Cotil) começa a funcionar o curso técnico de qualidade e produtividade, primeiro do gênero no país. Surge o Centro Nacional de Processamento de Alto Desempenho (Cenapad), começa a Campanha Nacional do Projeto Catarata, tem início o projeto TV Universidade com a apresentação de programas semanais junto à TV Cultura de São Paulo e é implantada a rede científica na área de geologia, resultado de convênio entre a Unicamp e a Universidade do Chile. É criada a Coordenadoria Geral da Informática (CGI). O Arquivo Edgard Leuenroth (AEL) comemora 20 anos e a Editora da Unicamp leva 300 títulos para a Bienal Internacional. É reestruturado o serviço de cirurgia cardíaca do Hospital das Clínicas (HC).
Primeiro carro hispano-brasileiro com emissão zero de poluentes. Projeto iniciado em 1995 pelo Instituto de Física. Foto: Antoninho Perri. Acervo Histórico do Arquivo Central (Siarq)
1995
Cresce de 74% para 77,2% o seu percentual de professores com titulação mínima de doutor; evolui de 919 para 1.002 o número de teses e dissertações defendidas ao longo do ano; sobe de 6.557 para 7.202 o número de alunos matriculados nos cursos de graduação e os cursos de extensão oferecidos alcançam mais de 4.500 (número 15% acima da demanda registrada no ano anterior). Implanta-se o Centro de Incentivo à Parceria Empresarial. São inauguradas a nova biblioteca da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e nova avenida de acesso ao campus. São implantados o plano de metas para o qüinqüênio e novas normas para a graduação. O Hospital das Clínicas (HC) realiza o 500° transplante renal. O Centro de Memória (CMU) também completa uma década e recebe do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) acervo de três mil imagens.
Alunos do curso de Engenharia da Computação, oferecido conjuntamente com a Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação - FEEC. Campinas, SP. Década de 90. Acervo Histórico do Arquivo Central (Siarq).
http://www.siarq.unicamp.br/siarq/86-arquivo-central/184-instituto-de-computacao-ic.html
1996
Alunos da Unicamp participam no Nordeste do programa “Universidade Solidária”. Começa o processo de reengenharia nas engenharias da Universidade. Criado o Instituto de Computação (IC), a 20ª unidade de ensino e pesquisa da Unicamp. Alterados os nomes da Faculdade de Engenharia Elétrica (FEE) para Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC) e do Instituto de Matemática, Estatística e Ciência da Computação para Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (Imecc). Em parceria com a Embrapa, é inaugurado o Centro Nacional de Pesquisa Tecnológica em Informática para a Agricultura (Cnptia). Inaugurado no campus o Ponto de Encontro da Praça da Paz. A Universidade celebra seu 30° aniversário.
O ciclo básico 2 conta com equipamentos de última geração para apoio ao ensino. São seis anfiteatros para 180 alunos, e 12 salas para 70, com ar condicionado. Cada sala esta equipada com microcomputadores, multimídia, sistema de som, telas para projeção, e lousas. O prédio do básico II também conta com os laboratórios de informática e o saguão onde acontecem vários eventos de ordem educacional.
http://www.basico.unicamp.br/index.php/ciclos-basicos/ciclo-basico-ii
1997
Assinado convênio com o Ministério de Ciência e Tecnologia, que transfere verbas de 6,5 milhões para a Universidade, através de seis projetos aprovados pelo Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex). No final do ano outros nove projetos são aprovados pelo Pronex, resultando em verbas para pesquisas no valor de 6,3 milhões. O Conselho Universitário (Consu) aprova novos cursos de graduação para 98 e 99, com o que a Universidade praticamente atinge a cota de 1/3 de suas vagas no período noturno. Iniciada a construção de 18 salas de aulas no novo Ciclo Básico e em fase de conclusão a reforma do Ginásio Multidisciplinar. O novo serviço de cirurgia cardíaca do Hospital das Clínicas (HC), implantado em 1994, comemora mil cirurgias realizadas, um marco entre os hospitais públicos brasileiros que oferecem este tipo de serviço. Ultrapassa-se o patamar de 1.200 teses defendidas.
Walder Hadler, o primeiro docente contratado da Unicamp e responsável pela implantação do Instituto de Biologia (IB), morre em novembro.
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/marco2004/ju246pag07.html
1998
Alcança-se a marca de 85% de docentes com titulação mínima de doutor. Consolidada a Moradia dos Funcionários, projeto habitacional com 840 residências prontas, das quais, no período, foram entregues as primeiras 233. A administração Martins se aproxima dos 60 mil metros quadrados concluídos. Hermano Tavares é eleito o novo reitor da Unicamp e inicia sua gestão com inúmeras reformas administrativas. O primeiro docente contratado pela Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e responsável pela implantação do Instituto de Biologia (IB), professor Walter August Hadler, falece em novembro.
Imagem do projeto gráfico do website da Unicamp de 1999.
http://www.unicamp.br/unicamp/content/projeto-1999
1999
O Conselho Universitário (Consu) coloca em pauta a reforma dos estatutos da Unicamp, de forma a adaptá-los à nova Lei de Diretrizes e Bases (LDB). A Unicamp lança seu novo website, facilitando a atualização diária das informações. Realizado no Centro de Convenções do Ginásio Multidisciplinar o 1º Seminário Mercosul - Unicamp, com o objetivo de integrar os países do Cone Sul. O Grupo Técnico de Planejamento Ambiental dá início a atividades que visam à implementação de uma política ambiental para a Cidade Universitária "Zeferino Vaz". Unicamp realiza vários eventos e escolhe logotipo para marcar as comemorações pelo Descobrimento do Brasil. Numa iniciativa pioneira, a Universidade apoia o curso Realidade Brasileira, realizado em parceria com o Movimento Sem-Terra (MST), evento que objetivou a formação de jovens integrantes do Movimento.
A revista científica inglesa Nature destacou o Genoma Xylella como o principal trabalho científico de uma de suas edições do ano de 2000
http://www.bv.fapesp.br/linha-do-tempo/1206/genoma-xylella/
2000
A Unicamp integrada a outros 30 laboratórios de pesquisa finaliza a sequência completa do código genético da bactéria Xylella fastidiosa, dentro do Projeto Genoma, financiado pela Fapesp. Recebe vários prêmios, dos quais "Luta pela Terra", concedido pelo Movimento Sem-Terra. Concede os títulos de Honoris causa ao cardeal D. Paulo Evaristo Arns e a D. Pedro Casaldáliga, Bispo de São Félix do Araguaia. Inaugura no Centro de Tecnologia (CT) o Laboratório do Departamento de Normalização e Inspeção. Nas comemorações dos 500 anos do Brasil, foi lançado um ciclo de palestras. Empresas juniores da Unicamp se associaram em projetos sociais. Faculdade de Ciências Médicas (FCM) propõe mudanças no currículo de Medicina para oferecer formação mais humanística com conteúdo ético. A Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) promove, dentro da II Semana da Alimentação, o Seminário sobre a Fome. A Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (Feec), em parceria com a Universidade da Flórida (EUA), o Instituto Tecnológico de Monterey (México), a Fundação Getúlio Vargas e a Pontifícia Universidade do Rio de Janeiro desenvolvem projeto para levar conteúdo de ciências às escolas de todo o mundo, através do ensino a distância.
Vega-2, primeiro carro nacional movido a célula de combustível, construído pelo Laboratório de Hidrogênio (LH2). Uso do hidrogênio como fonte de energia diminui poluição e dependência de petróleo.
http://portal.ifi.unicamp.br/dfa/lh2
2001
A Unicamp torna-se sede do Centro Nacional de Referência em Energia de Hidrogênio (CENEH). É construído o prédio para sede do Projeto Ensino a Distância (PED), anexado ao Centro de Computação. Para contribuir para as pesquisas do Projeto Genoma, cria-se a disciplina de especialização computacional, "Bioinformática", através de parceria entre o Instituto de Computação e o Instituto de Biologia. É realizado encontro com prefeitos na Unicamp visando elaboração de projetos que beneficiem de imediato a população. Através de acordo com a prefeitura de Campinas, a Unicamp implanta a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares. É Implantado também o Serviço de Auditoria Interna visando à otimização dos processos administrativos e dos gastos públicos. O Projeto Catarata comemora 15 anos no combate à cegueira, tendo realizado 5 milhões de consultas e 1 milhão de cirurgias. Realiza-se o I Encontro Nacional dos Estudantes, visando discutir um "Novo Projeto de Desenvolvimento para o Brasil". A Faculdade de Odontologia de Piracicaba ganha o prêmio Ralph Mickinney Jr. de melhor trabalho publicado pela revista Científica Implant Dentrist dos Estado Unidos.
O movimento negro no Brasil ainda não tinha há 20 anos o mesmo peso político que tem hoje, quando a fundadora do Núcleo de Estudos de População (Nepo) da Unicamp, professora Elza Berquó, explanou sobre as pesquisas que propunha e apresentou as colaboradoras Estela María García de Pinto Cunha e Alícia Marta Bercovich, ambas argentinas, durante encontro da SBPC. “Como uma pesquisadora branca, juntamente com duas ‘gringas’, pretende estudar a população negra, se isto deve ser de nossa alçada?”, questionou uma pessoa negra na platéia. A resposta de Elza Berquó foi convincente: “Porque o Brasil ainda não tem demógrafos negros.Vamos torcer para que tenha, mas a demografia pode oferecer elementos importantes para a luta de vocês”.
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/setembro2004/ju264pag03.html
2002
O físico Carlos Henrique de Brito Cruz assume como novo reitor. Em maio, seminário internacional comemora os 20 anos do Núcleo de Estudos de População (Nepo). Seminário "Campinas Inova" discute as relações entre a universidade e a indústria. O Hospital de Sumaré, gerido pela Unicamp, é considerado pelo Ministério da Saúde um dos dez melhores do país. O filósofo Istvan Meszáros anuncia doação de sua biblioteca à Unicamp. Anunciada a implantação de duas novas modalidades no curso de Física: Física Médica e Física Biomédica. Unicamp participa, em São Paulo, do Salão de Inovação Tecnológica. O cineasta Nelson Pereira dos Santos filma na Unicamp acervo de Sérgio Buarque de Holanda para compor cinebiografia do intelectual. Iniciada implantação do Planejamento Estratégico da Unicamp (Planes). Pesquisadores do Instituto de Física Gleb Wataghin integram consórcio que instalou o Observatório de Raios Cósmicos Pierre Auger, na Argentina. Pesquisadores da Unicamp coordenam sequenciamento genético do fungo causador da praga vassoura-de-bruxa, que infesta plantações de cacau. Unicamp e Embraer firmam parceria para o lançamento de curso de extensão na área de engenharia de software voltado para a indústria aeronáutica. Universidade é instituição com o maior número de trabalhos laureados no Prêmio Governador do Estado.
Aprovada a criação dos cursos de Midialogia, Farmácia e Tecnologia em Telecomunicações.
http://www.dac.unicamp.br/sistemas/catalogos/grad/catalogo2012/cursos/cur64.html
2003
É criada a Agência de Inovação da Unicamp. A Faculdade de Ciências Médicas, unidade embrionária da Unicamp, completa 40 anos. Ibope doa acervo de pesquisas ao Arquivo Edgard Leuenroth. Evento "Seminários Unicamp" debate a produção do conhecimento. Pesquisadores do IG delimitam e batizam quatro aqüíferos em Campos, no RJ. Convênio viabiliza cátedras da Unicamp na Espanha, na Argentina e em Portugal. Pesquisadores desenvolvem substância capaz de controlar a cocciodiose aviária. AEL disponibiliza três séculos de documentos sobre o Brasil pertencentes ao Arquivo Histórico Ultramarino de Lisboa. Instituto de Física desenvolve amplificador óptico. O XI Congresso Brasileiro de Sociologia reúne centenas de intelectuais. Imecc comemora 35 anos. Universidade alcança a marca de 20 mil teses defendidas. Aprovada a criação dos cursos de Midialogia, Farmácia e Tecnologia em Telecomunicações. Comissão redige documento-guia do Planejamento Estratégico (Planes). Vestibular registra recorde de inscritos.
Maria Marluce dos Santos Vilela, professora da FCM e coordenadora do projeto na Unicamp: universalizando a cobertura vacinal.
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/fevereiro2004/ju241pag04.html
2004
Iniciada a implantação de plano para readequar o atendimento no Hospital das Clínicas. Unicamp e Butantan testam vacina contra tuberculose e hepatite B. Agência de Inovação lança o projeto Diligência da Inovação, que tem como objetivo analisar viabilidade de patentes. Consu aprova texto com as diretrizes do Planes e da Avaliação Institucional. O professor e sociólogo Octavio Ianni morre aos 77 anos. Prédio do Ciclo Básico I é reinaugurado depois de passar por reformas. Consu aprova programa inédito para maior inclusão da escola pública em seus cursos de graduação. Nepo e Nesur lançam atlas sobre a Região Metropolitana de Campinas. Agência de Inovação bate recorde em licenciamento de patentes. Concluído o sequenciamento dos citros. Instituto de Computação comemora 35 anos. Unicamp cria índice de desenvolvimento humano. Nepa finaliza a primeira tabela de composição de alimentos do país. Unicamp é escolhida pela Finep como a instituição de pesquisa que melhor faz inovação tecnológica na região Sudeste. O reitor Brito Cruz é indicado pelo governador Geraldo Alckmin para a diretoria científica da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), cargo chave na definição da política científica no Estado, o que leva à antecipação do processo sucessório na Unicamp. A Unicamp chega ao patamar de 95% de professores com titulação mínima de doutor.
Mostra interativa abre programação do Museu Exploratório de Ciências
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/abril2005/ju282pag04.html
2005
O engenheiro José Tadeu Jorge assume como o novo reitor. O Museu Exploratório de Ciências em parceria com a Unicamp e o Instituto Sangari lança circo itinerante sobre nanociência e nanotecnologia. Unicamp concede o título de Doutor Honoris Causa ao Arquiteto Oscar Niemeyer.A Escola Normal Superior de Letras e Ciências Humanas da França concede a Carlos Vogt, reitor da Unicamp, o título de Doutor Honoris Causa. É inaugurada a nova área do Setor de Coleta de Exames da Divisão de Patologia do Hospital de Clínicas. A Unicamp por intermédio da Associação das Universidades do Grupo Montevidéu (AUGM), efetivou a participação de 30 alunos de graduação no programa de intercâmbio. Lançada a pedra fundamental da nova área de ensino, pesquisa e extensão do Hospital Estadual de Sumaré (HES). Biblioteca digital da Unicamp atinge a marca de mais de cinco mil teses e dissertações. Conselho Universitário (Consu) aprova por unanimidade o nome de Cesar Lattes para a Biblioteca Central. Professores da Unicamp discutem a situação política brasileira dentro do debate intitulado "Dimensões e impactos da crise política". Unicamp recebe cinco prêmios dentro da primeira edição do Prêmio Melhores Universidades promovido pelo Guia dos Estudantes. Faculdade de Engenharia Agrícola comemora 30 anos. Unicamp concede o título de Doutor Honoris Causa ao professor Warwick Estevam Kerr. Hemocentro comemora 20 anos de assistência e serviços a Campinas e ao país. Faculdade de Engenharia Química comemora o marco de 30 anos.
Equipe da Unicamp em frente ao avião da FAB no aeroporto da cidade de Tefé, última escala antes da chegada ao município de Eirunepé, sudoeste do Amazonas (Foto: Dário Crispim)
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/marco2006/ju314pag3.html
2006
A Unicamp comemora o seu 40° aniversário. Equipe da Unicamp participa do Projeto Rondon em Eurinepé (AM) e Vale do Riberia (SP). É defendida a milésima dissertação de mestrado. Unicamp de Portas Abertas (UPA) recebe 60 mil estudantes de nove estados brasileiros. Unicamp recebe acervo pessoal de Cesar Lattes. Governador lança pedra fundamental do campus 2 de Limeira. Colégio Técnico de Limeira (Cotil) completa 39 anos. FOP comemora 49 anos. Estação Guanabara é inaugurada. Unicamp e Universidade de Kharkov (Ucrânia), assinam acordo de cooperação. Hemocentro lança Projeto Doador Universitário na Unicamp. Centro de Estudos e Pesquisas em Reabilitação “Gabriel Porto” (CEPRE) comemora o seu 33° aniversário. Tese do Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW) recebe da Sociedade Brasileira de Física o prêmio de melhor tese de 2005. Faculdade de Ciências Médicas (FCM) recebe Prêmio Saúde Oncológica Latino-Americano. Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) inaugura clínica odontológica. Nature Genetics, uma das publicações científicas mais respeitadas do mundo, destaca pesquisa do Hemocentro. Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM) comemora 20 anos. Unicamp idealiza e coordena o mais amplo programa de pesquisa multidisciplinar para o mapeamento do cérebro. É inaugurado o Centro de Memória e Arquivo Setorial da Faculdade de Ciências Médicas (FCM). XIV Congresso de Iniciação Científica expõe 1.050 projetos de pesquisa. Hospital Estadual Sumaré recebe certificado de acreditação hospitalar Nível 3 – a mais alta classificação.
Pós-graduação lato sensu de Gestão Educacional oferecida pela Faculdade de Educação forma 4,2 mil gestores
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/abril2007/ju354pag03.html
2007
Reitor José Tadeu Jorge, procede ao descontigenciamento de vagas, estende benefício da sexta-parte aos funcionários celetistas e dispõe R$ 10 milhões para melhoria da infra-estrutura das unidades. É oferecido o Programa de Gestão Estratégica Pública (PGEP) para capacitar dirigentes da administração pública brasileira. Faculdade de Educação (FE) forma 4,2 mil gestores em Gestão Educacional. Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) realiza o “I Simpósio sobre Percepção dos Novos Desafios Científicos e a Emergência de Novas Estruturas Organizacionais (NEO)”. 16º Congresso de Leitura do Brasil (Cole) recebe 15 mil pessoas e cerca de 1,6 mil trabalhos. Quarenta alunos são contemplados com o Programa de Bolsas de Mobilidade Internacional em universidades espanholas. Colégio Técnico de Campinas (Cotuca) completa 40 anos. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) realiza exposição comemorativa ao centenário de nascimento do Oscar Niemeyer. Instituto de Biologia (IB) completa 40 anos. Pesquisas da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) são premiadas em Boston no 59º Congresso da Academia Americana de Neurologia. Biblioteca Digital dispõe 50% das teses defendidas na Universidade em meio digital. Dois alunos da Unicamp representam o Brasil nos Jogos Pan-Americanos nas modalidades de ciclismo e badminton. Trote da Cidadania recebe prêmio da Fundação Educar DPaschoal. É inaugurado o Portal E-Books do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp). Instituto de Química (IQ) comemora 40 anos. Serviço de Assistência Psicológica e Psiquiátrica ao Estudante (SAPPE) comemora 20 anos. Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC) atinge a marca da milésima tese defendida. A Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unicamp (Incamp) comemora 5 anos com certificação. Universidade de São Paulo e Universidade Estadual de Campinas ficam entre as 200 melhores instituições de ensino superior do mundo. Unicamp atinge a marca de 500 patentes vigentes depositadas no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).
1º Workshop PED (Programa de Estágio Docente) realizado em 2008 trata sobre ética na universidade. Vera Forti e Teresa Atvars: workshop complementa a formação
http://www.unicamp.br/unicamp/noticias/1%C2%BA-workshop-trata-sobre-%C3%A9tica-na-universidade
2008
Emenda destina R$ 3,9 milhões para a construção de um centro de pesquisas integradas no Instituto de Economia (IE). É realizado o 1º Workshop PED (Programa de Estágio Docente). R$ 32 milhões são destinados ao ensino de graduação, pesquisa e segurança no campus. Estação Guanabara sedia a mostra Campinas Decor. São oferecidos cursos inéditos de graduação à distância: Licenciatura em Letras-Libras e Bacharelado em Tradução e Interpretação Letras-Libras. Curso de Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) completa 30 anos. É realizado o II Simtec – Simpósio de Técnicos da Unicamp. Coordenadoria Geral da Universidade (CGU) realiza seminário sobre “O Processo de Bolonha e a Reorganização do Ensino Superior na Europa”. Unicamp, USP e Unesp, realizam comemoração conjunta pelo Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. Acontece na Unicamp a 60ª Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). O campus da nova unidade em Limeira é inaugurado e tem o nome Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) oficializado pelo Conselho Universitário (Consu). Colégio Técnico de Campinas (Cotuca) realiza a primeira “Semana de Ensino Médio e Técnico”. Professora do Instituto de Química (IQ), recebe o prêmio – Grant – L´Oreal Brasil para as Mulheres na Ciência. 6.414 funcionários recebem auxílio-alimentação. Programa Mexa-se comemora 4 anos. UPA recebe 50 mil visitantes. Hemocentro festeja 15 anos de transplantes de medula óssea. Agência de Inovação da Unicamp (Inova) vence Prêmio Finep na região Sudeste. É realizado o 1º Salão Universitário de Arte Contemporânea. Unicamp participa de rede de mobilidade com as universidades: do Porto, de Coimbra e Universidade Técnica de Munique.
Vista parcial do novo campus de Limeira e descerramento da placa: acréscimo de 17% no número de vagas é o maior já realizado de uma só vez na história da Universidade (Foto: Antonio Scarpinetti)
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/marco2009/ju421_pag03.php
2009
O hematologista Fernando Ferreira Costa assume como o novo reitor da Unicamp. É instituído o Grupo de Trabalho para incrementar a internacionalização da universidade (GTI). Uma década de bioinformática. com o sequenciamento completo do DNA da bactéria Xylella fastidiosa. Unicamp sedia o 17° Congresso de Leitura do Brasil (Cole). Paulo Renato de Souza, ex-reitor e deputado federal toma posse como Secretário Estadual de Educação de São Paulo. Hospital de Clínicas (HC) é sede da Campanha Nacional da Voz. José Tadeu Jorge, professor e ex-reitor da Unicamp é nomeado Secretário Municipal de Educação em Campinas. Unicamp recebe comitiva de Joanesburgo (África do Sul) a fim de discutir parceria em pesquisas. Morre em São Paulo o médico, deputado federal e ex-reitor da Unicamp José Aristodemo Pinotti. Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) ganha o Grande Prêmio Capes de Tese – 2008. Newton da Costa recebe título de professor emérito da Unicamp. O acervo de Aloysio Biondi (1936-2000) é doado ao Centro de Documentação “Alexandre Eulálio” do Instituto de Estudos da Linguagem (CEDAE/IEL). Biblioteca Digital publica a tese de número 30 mil. O Arquivo Edgard Leuenroth do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (AEL/IFCH) inaugura sua nova sede. Novo vestibular é lançado com o intuito de aprimorar a seleção de candidatos. Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) é inaugurada.
O estudante Dionys Dener Antonio, que participou do programa de inclusão social da Unicamp, em sua casa, em Campinas (Caio Kenji/Folhapress)
http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2013/02/1234872-unicamp-forma-hoje-a-primeira-turma-de-cotistas-por-merito.shtml
2010
Número de alunos na graduação cresce de 15.360 para 16.059. É criado o Programa de Formação Interdisciplinar Superior (ProFIS), com 120 vagas como forma de acesso diferenciado à universidade para alunos de escolas públicas de Campinas. Produção científica chega a 8% da produção nacional. Investimento em obras físicas alcança um montante de R$ 106 milhões. Praça do Ciclo Básico inicia processo de reforma para integração sociocultural do campus de Barão Geraldo. Teatro escola começa a ser construído e terá uma área de aproximadamente 5.700m² e capacidade para 350 lugares. Iniciadas as obras para construção de um prédio para o curso de Midialogia, com 1.100m². Entra em fase de construção o Museu de Artes Visuais (MAV) que contará com cerca de 2.800m². Inovação tecnológica chega a 600 patentes vigentes no final de 2010. Programa de Internacionalização firma acordos com as universidades: Rice Univesity, nos Estados Unidos, e a Feïe University, na Alemanha. É lançado edital de chamada interna no valor de R$ 4 milhões para projetos de qualificação e melhoria da qualidade do ensino. Fórum sobre Internacionalização e Excelência Universitária e Simpósio sobre o Processo de Bolonha são realizados em novembro. Chegam a 46% os cursos de pós-graduação com conceito 6 ou 7 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Hospital de Clínicas (HC) conquista o prêmio “Destaque em Transplantes”, concedido pela Secretaria de Estado da Saúde do Estado de São Paulo.
http://www.45anos.unicamp.br/?page_id=40
2011
Unicamp comemora seus 45 anos de existência. Instituto de Artes completa 40 anos. Hospital de Clínicas comemora 25 anos de atividades com a marca de 1 milhão de pacientes atendidos. Ocorre a primeira edição do Projeto Música no Campus. É criado o curso de doutorado em Relações Internacionais, no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas”. Ingressa a primeira turma do ProFIS. Cecom inicia o “Programa de Saúde nas Unidades”, oferencendo ações de promoção e prevenção à saúde. É realizada a primeira edição do Desafio Unicamp, pela agência Inova, que busca estimular a criação de negócios de base tecnológica a partir de tecnologias protegidas – patentes e programas de computador. É assinado o primeiro contrato com a empresa Cameron do Brasil para a construção de laboratório de pesquisa colaborativa no Parque Científico e Tecnológico. Inova concretiza parceria com a Cambridge Enterprise - agência de inovação da Universidade de Cambridge. Vestibular Nacional passa por mudanças, prova de redação é ampliada e candidatos passam a produzir três textos de gêneros diversos, todos de execução obrigatória. Prêmio de Reconhecimento Docente pela Dedicação ao Ensino de Graduação - criado com o objetivo de incentivar, valorizar e reconhecer os professores no ensino de graduação.
2012
Professores das 22 unidades de ensino e pesquisa recebem o Prêmio de Reconhecimento Docente pela Dedicação ao Ensino de Graduação. É lançado edital para financiar visitas de docentes a cursos de graduação de excelência no exterior. Faculdade de Tecnologia passa a contar com três novos cursos: Engenharia de Telecomunicações (50 vagas, período integral), Sistemas de Informação (45 vagas, integral), Engenharia Ambiental (60 vagas, período noturno). Formam-se as primeiras turmas dos cursos de Gestão, Nutrição e Ciências do Esporte, da Faculdade de Ciências Aplicadas. A proposta orçamentária traz dotação de R$ 7,5 milhões destinada à construção da primeira fase do Ciclo Básico 3 (CB3), que abrigará laboratórios de ensino que serão utilizados de forma compartilhada por todos os cursos de graduação. É concluída a reforma completa do Paviartes. SAPPE inicia pesquisa para conhecer o impacto de suas atividades na vida acadêmica, bem como os sintomas mais frequentes que afetam os estudantes. Nona edição da UPA, recebe aproximadamente 35 mil estudantes, representando 900 escolas de ensino médio e fundamental, procedentes de oito estados brasileiros. Unicamp participa pelo terceiro ano consecutivo das provas de avaliação de cursos de graduação do SINAES-ENADE. Teses e dissertações atingem o número de 38.695. Valores das bolsas da modalidade Auxílio-Ponte são reajustados. Celebradas a 20ª edição do Congresso Interno de Iniciação Científica (PIBIC) e a 10ª edição do programa Ciência e Arte nas Férias. Programa Autonomia Financeira passa a ser oferecido aos funcionários da universidade e seus familiares, em parceria com a AFPU.
2013
O engenheiro de alimentos José Tadeu Jorge assume como novo reitor da Unicamp. Há mudanças no vestibular: em vez de três os candidatos passaram a redigir dois textos, além de 48 questões de múltipla escolha. Inaugurado novo site do Grupo Brasil-China para divulgação de notícias que envolvam o grupo e as relações sino-brasileiras. Unicamp é aprovada para receber uma unidade do Instituto Confúcio, criado pelo Ministério da Cultura da China, para divulgar e disseminar o mandarim e a cultura chinesa. Formam-se as primeiras turmas dos cursos de Engenharia da Faculdade de Ciências Aplicadas. Universidade recebe o prêmio da Fundação Péter Murányi como melhor experiência em educação no Brasil. Importantes obras são inauguradas nos dois campi instalados em Limeira: na Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA), foram entregues o prédio de Ensino II e a nova portaria de pedestres; no Campus I, que abriga a Faculdade de Tecnologia (FT) e o Colégio Técnico de Limeira (Cotil), também ganha uma nova portaria, com acessos a pedestres e carros.
A Pró Reitoria de Pesquisa (PRP) adiciona mais 30 bolsas à cota oferecida pelo CNPq, ampliando para 150 o número de alunos atendidos no programa, que desenvolvem atividades no âmbito de aproximadamente 70 projetos de pesquisa. É inaugurado o Laboratório Central de Tecnologias de Alto Desempenho, cujas áreas de atuação são a Genômica, Bioinformática, Proteômica e Biologia Celular. É inaugurada a primeira parte das obras de infraestrutura do Parque Científico e Tecnológico da Unicamp. A Unicamp cria o Serviço de Informações ao Cidadão (SIC), subordinado à Coordenadoria Geral da Universidade (CGU), com o objetivo de dar sequência à Lei de Acesso à Informação (nº 12.527/2011). É criada a Comissão da Verdade e Memória “Octávio Ianni” para investigar eventuais arbítrios e violações de direitos humanos praticados contra docentes, alunos e funcionários da Unicamp durante a ditadura militar.
2014
A Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA), unidade da Unicamp em Limeira, passa a oferecer o Programa de Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (ICHSA). Hermano de Medeiros Ferreira Tavares recebe o título de professor emérito. É formalmente aberto o programa UniversIDADE. Unicamp aparece entre as 50 melhores do mundo em três áreas de conhecimento, de acordo com o mais recente ranking setorial divulgado pela consultoria internacional de educação superior QS. As áreas de destaque na listagem são Agricultura e Ciências Florestais (1º no Brasil, 22º no mundo), História (primeiro lugar no Brasil, 34º no mundo) e Filosofia (1º no Brasil, 42º no mundo). Engenharia Civil completa 45 anos e Arquitetura 15 anos. Número de alunos matriculados salta 20% com programa de ação afirmativa (PAAIS). Unicamp concretiza aquisição de uma gleba de terra pertencente à Fazenda Argentina, contígua ao campus de Barão Geraldo, num total de 1,4 milhão de metros quadrados. A universidade sedia o primeiro encontro dos Serviços de Informações ao Cidadãos.
2015
Redecomep Rede Metropolitana de Campinas, é inaugurada uma realização da iniciativa Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Redecomep), dos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Educação (MEC), coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), com o apoio da Agência Brasileira de Inovação Finep (Financiadora de Estudos e Projetos). A Comissão da Verdade e Memória “Octávio Ianni”, criada em outubro de 2013, apresenta os resultados e recomendações. Em outubro tem início a programação das comemorações “Unicamp Ano 50”, com atividades previstas para o período de um ano (outubro de 2015 a outubro de 2016).


Resumos elaborados pelo Serviço de Arquivo Permanente do Arquivo Central